| | 449 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Notícia

Início

Anterior

Próximo

Fim


Acompanhamento e estudo das reintroduções de populações de grandes mamíferos africanos no Parque
Universidade de Aveiro estabelece acordo com o Centro de Investigação da Gorongosa
 

     

11-05-2007 12:18:44

 

   
Universidade de Aveiro é a primeira instituição universitária europeia a assinar protocolo de cooperação científica com o Centro de Investigação da Gorongosa do Parque Nacional da Gorongosa (Moçambique) – Fundação Carr.

Na Quarta-feira, 2 de Maio, o ciclo de conferências Biologia na Noite, uma organização do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro, recebeu o Dr. Carlos Lopes Pereira, Chefe do Departamento Veterinário do Parque Nacional da Gorongosa, para falar sobre «Parque Nacional da Gorongosa, Moçambique – Uma antiga jóia perspectivada no futuro: Estratégias de Repovoamento», no Centro Cultural e de Congressos de Aveiro. Nesta sessão foi tornado público a assinatura de um protocolo de cooperação científica, para o desenvolvimento de acções conjuntas de investigação e gestão nas áreas da Biologia, Ecologia e Biodiversidade, nomeadamente no acompanhamento e estudo das reintroduções de populações de grandes mamíferos africanos no Parque Nacional da Gorongosa, onde se prevê o intercâmbio de cientistas e alunos de pós-graduação, que poderão efectuar os seus trabalhos no Parque da Gorongosa. Desde o mês passado que já está na Gorongosa uma investigadora de doutoramento do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro, orientada pelo Prof. Dr. Carlos Fonseca (Departamento de Biologia da UA) e pelo Prof. Dr. Richard Beilfuss (Fundação Carr).

A Universidade de Aveiro é a primeira instituição universitária europeia a assinar um protocolo de cooperação científica, desta natureza, com o Centro de Investigação do Parque Nacional da Gorongosa (Moçambique) – Fundação Carr. De notar que na Europa só está prevista a associação deste centro de investigação com mais uma Universidade (Instituto Durrel para a Conservação e Ecologia, da Universidade de Kent, Inglaterra).

Para além deste acordo com a Universidade de Aveiro e do estreito envolvimento e cooperação com instituições e universidades Moçambicanas, e do já mencionado Instituto da Universidade de Kent, o Centro de Investigação do Parque Nacional da Gorongosa (Moçambique) – Fundação Carr, prevê assinar acordos de cooperação também com as seguintes instituições: Universidade do Zimbabwe, Universidades de Pretória e da Cidade do Cabo (África do Sul) e com o Centro para a Ciência da Floresta Tropical, do Instituto Smithsonian.

No próximo Sábado, dia 12 de Maio, vai para o ar na TSF, às 13h35 no programa EUREKA, uma reportagem sobre este acontecimento, que já foi anunciado em diversos sites:
http://ecosfera.publico.pt/noticia.aspx?id=1292790
http://my.gorongosa.net/stories/atom.xml
http://macua.blogs.com/moambique_para_todos/2007/05/universidade_de.html
http://www.oln.pt/noticias.asp?id=12593&secc=1
http://www.abn.com.br/editorias1.php?id=43775
http://www.macauhub.com.mo/pt/news.php?ID=3268

Para mais informações contactar: Prof. Carlos Fonseca (cfonseca@bio.ua.pt) ou Prof. Amadeu Soares (asoares@bio.ua.pt) do Departamento de Biologia da UA.
 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (111)    
 
     
   
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2020 online desde 15-5-2004